Quais os Melhores Tratamentos Estéticos sem cirurgia?

Medicina estética é um termo extensivamente amplo para especialidades que focam na melhoria da aparência através de tratamentos estéticos de condições, incluindo:

  • Cicatrizes;
  • Flacidez;
  • Rugas;
  • Manchas;
  • Excesso de gordura;
  • Celulite;
  • Pelos indesejados;
  • Descoloração da pele;
  • Varizes.

Tradicionalmente, a medicina estética inclui dermatologia , cirurgia reconstrutiva e cirurgia plástica . 

Já a medicina estética inclui ambos os procedimentos cirúrgicos e procedimentos não cirúrgicos, como:

  • Endurecimento da pele por radiofrequência;
  • Lipoaspiração não cirúrgica;
  • Peeling químico;
  • Campo eletromagnético focalizado de alta intensidade;
  • Remoção de gordura por radiofrequência.

Ainda assim, os profissionais podem utilizar uma combinação de ambos.

Embora os procedimentos de medicina estética sejam tipicamente eletivos, eles podem melhorar significativamente a qualidade de vida, o bem estar psicológico e o envolvimento social.

3 Tratamentos Estéticos que oferecem Resultados Incríveis

A popularidade dos procedimentos estéticos explodiu e não mostra sinais que irá diminuir com o passar do tempo.

Estatísticas recolhidas pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS) apontam que os procedimentos estéticos não-cirúrgicos realizados nos EUA em 2017 aumentaram em 186% desde 2000, atingindo os 15,7 milhões de procedimentos anuais no ano passado.

Embora o número de procedimentos realizados possa estar crescendo anualmente, nem todas as práticas estéticas médicas irão prosperar. 

Para permanecer na vanguarda tanto da satisfação do paciente quanto do sucesso do negócio, as clínicas devem antecipar a demanda do consumidor.

Portanto é imprescindível avaliar constantemente seu mix de serviços de olho nos resultados, na resposta do cliente e nos fatores financeiros. 

1 – Cuidados com a Pele

Agindo sobre a flacidez leve a moderada da pele e proporcionando uma aparência mais jovem, os tratamentos de aperto da pele são realizados com dispositivos que direcionam energia para as camadas mais profundas da pele.

Dessa forma, aumenta a produção de colágeno e elastina e melhora o tônus ​​e a textura. 

Entre as modalidades comuns estão a ultrassonografia, a radiofreqüência (RF) e a luz intensa pulsada (IPL). 

Alguns dispositivos também podem oferecer modalidades de combinação, com dispositivos que utilizam a radiofrequência.

Os procedimentos não cirúrgicos de endurecimento da pele aumentaram em 9% em 2017 e estão prontos para continuar a crescer em popularidade, graças às contínuas inovações na tecnologia de tratamento e melhores resultados clínicos. 

2 – Sem essa de aceitar a Celulite!

A celulite é uma das principais preocupações de todas as pessoas.

Chegou a um salto de 19% no número de tratamentos de redução de celulite realizados no ano passado sozinho. 

No entanto, apesar da popularidade dos tratamentos, nem todos os consumidores acham que esses tratamentos são iguais e legítimos.

Por exemplo, a celulite geralmente tem várias causas relacionadas, e a maioria dos tratamentos aborda apenas uma delas. 

Embora os tratamentos a laser subdérmicos tenham sido os primeiros a receber a aprovação da FDA, esses tratamentos permanecem muito caros e demorados.

Assim, eles continuam sendo muito mais difíceis de serem vendidos a pacientes em busca de uma solução mais rápida. 

Para esses pacientes, uma solução avançada para redução de celulite utiliza outro método.

Portanto, usa-se tecnologias de aspiração direcionada para estimular a produção de colágeno e elastina e reduzir os depósitos de gordura. 

O resultado: pele mais firme e a reparação dos tecidos, causando as bandas e covinhas da assinatura da celulite. 

Redução de gordura não é uma moda dos tratamentos estéticos

Como as estatísticas da ASPS apontam, a popularidade dos procedimentos de redução de gordura não cirúrgica aumentou 7% no ano passado. 

Esses tratamentos incluem injeções, criolipólise e ultrassonografia.

A popularidade dessas terapias demonstra o forte apelo de tratamentos estéticos não invasivos com mínimo ou nenhum desconforto ou tempo de inatividade sobre opções como a lipoaspiração. 

No entanto, existem limitações para muitas opções de dispositivos e tratamentos nessa área, como:

Porém, em muitos casos, pode ser ideal oferecer uma combinação de tratamentos estéticos de medidas.

Portanto, é aconselhável por alguns esteticistas unir a redução de gordura tradicional a tratamentos avançados de contorno corporal.

Assim, você obtém resultados substanciais com eficácia, assegurando ao mesmo tempo melhor conforto e satisfação com o procedimento.

Com a demanda robusta por tratamentos de redução de gordura com probabilidade de continuar e o interesse do consumidor crescendo em outras modalidades de contorno corporal, como radiofrequência e laser.

Dessa forma, essa é uma área que merece ser considerada seriamente para qualquer clínica de estética bem sucedida.

3 – Liberdade sem Pelos

A luz intensa pulsada ( IPL ) é uma tecnologia usada por profissionais cosméticos e médicos para realizar vários tratamentos de pele para fins estéticos e terapêuticos.

Aqui, incluímos a depilação, o fotorejuvenescimento (tratamento da pigmentação da pele, danos causados ​​pelo sol e veias).

Também podemos aliviar doenças dermatológicas , como a acne. 

A tecnologia usa um flash de mão de alta potência, controlado por computador para fornecer um pulso de luz de espectro amplo, visível e intenso, geralmente na faixa espectral visível de 400 a 1200 nm. 

Vários filtros de corte são comumente usados ​​para filtrar seletivamente comprimentos de onda mais curtos, especialmente luz ultravioleta potencialmente prejudicial. 

A luz resultante tem uma faixa espectral que visa estruturas específicas e cromóforos(por exemplo, melanina no cabelo ou oxiemoglobina nos vasos sanguíneos) que são aquecidos até a destruição do bulbo e reabsorvidos pelo organismo. 

Como funciona a luz pulsada nos tratamentos estéticos?

O IPL compartilha algumas semelhanças com tratamentos a laser, em que ambos usam luz para aquecer e destruir os pelos. 

Mas ao contrário dos lasers, a luz intensa pulsada trata de forma mais eficaz e menos invasivo.

Sabe-se que o laser usa um único comprimento de onda (cor) de luz que normalmente corresponde a apenas um cromóforo e, portanto, trata apenas uma condição.

Já o IPL usa um amplo espectro que, quando usado com filtros intercambiáveis, permite que ele seja usado contra várias condições. 

Isso pode ser alcançado quando o técnico do IPL seleciona o filtro apropriado que corresponde a um cromóforo específico.

0 0 votes
Article Rating
Quantas estrelas esse artigo merece?
[Total: 0]
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments